Conheça Sua Conta

Fatura Modelo_4006543770-page-001.jpg
  
1.jpgConta Contrato: Código identificador da sua unidade consumidora.
Sempre que entrar em contato com a Celpe, por meio de qualquer canal de atendimento, informe esse número e facilite seu atendimento.
2.jpgData da emissão da Nota Fiscal: Data em que o faturamento foi emitido.
3.jpgData da apresentação: Data de entrega da fatura.
4.jpgModalidade tarifária: Modalidade contratada de acordo com o Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica firmado entre a Celpe e sua empresa.
Leia mais:
As modalidades tarifárias aplicáveis às componentes de consumo de energia elétrica ativa e demanda, devem ser escolhidas visando o menor custo para a unidade consumidora em função do regime de operação ao longo do dia e dos meses do ano, respeitando, entretanto, as premissas definidas pela legislação vigente. As modalidades vigentes para o Grupo A são:
Convencional Monômia (optante para o grupo B): consiste no faturamento com aplicação da tarifa em Baixa Tensão. Pode ser aplicada às unidades consumidoras cuja potência instalada é de até 112,5 kVA.
Convencional Binômia: consiste na aplicação de tarifa única de consumo de energia elétrica (kWh) e tarifa única de demanda contratada (kW), independentemente da hora de utilização do dia e dos períodos do ano. Apenas pode ser aplicada às unidades consumidoras com demanda contratada até 149,9 kW*.
Horária Verde: consiste na aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica (kWh), de acordo com as horas de utilização do dia (Ponta e Fora de Ponta), assim como de uma única tarifa de demanda de potência (kW).
Horária Azul: consiste na aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica (kWh) e de demanda de potência (kW), de acordo com as horas de utilização do dia (Ponta e Fora de Ponta).
* Extinção da modalidade Convencional em Abril/2017.
Horário de Ponta e Fora de Ponta
Horário de ponta é o período composto por 3 (três) horas diárias (17h30 às 20h30), com exceção feita aos sábados, domingos e feriados nacionais. O horário Fora de Ponta é o período composto pelo conjunto das horas diárias consecutivas e complementares àquelas definidas no horário de ponta.

5.jpgDemanda Ativa (kW): Valor contratado de acordo com o Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica firmado entre a Celpe e sua empresa.

O valor faturado da demanda será o maior entre a demanda medida/registrada e a demanda contratada, exceto para unidades consumidoras da classe rural ou reconhecida como sazonal.
Leia mais:
Os valores registrados de demanda devem ser iguais ou razoavelmente inferiores aos valores contratados. Procure seu analista de relacionamento ao identificar os seguintes problemas:
  • Demanda subcontratada
Quando os registros de demanda excederem mais de 5% do valor contratado é realizada a cobrança de multa por ultrapassagem de demanda, a qual é aplicada a tarifa  2 vezes maior que o valor pago pela demanda contratada (art. Nº  93 Res. ANEEL 414/2010).
  • Demanda sobrecontratada
Quando a demanda registrada é inferior a 90% ou 95% da demanda contratada, recomendamos verificar a possibilidade de ajustes em seu Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica, no tocante a reduzir o valor da demanda contratada para evitar custos desnecessários. Considerando que a contratação da demanda é estabelecida através do contrato de fornecimento firmado entre a Celpe e sua empresa, para que a Distribuidora possa realizar o dimensionamento do sistema elétrico, mesmo que os registros de demanda sejam inferiores ao valor contratado, será faturado o valor que contratado. Lembramos que a redução de demanda é atendida após 180 dias após a solicitação.
6.jpgDemanda Ativa Ultrapassagem (kW): Valor cobrado referente ao excedente registrado sobre a demanda contratada.
Leia mais:
Os valores registrados de demanda devem ser iguais ou razoavelmente inferiores aos valores contratados.
Demanda subcontratada: Quando os registros de demanda excederem mais de 5% do valor contratado é realizada a cobrança de multa por ultrapassagem de demanda, a qual é aplicada a tarifa  2 vezes maior que o valor pago pela demanda contratada (art. Nº  93 Res. ANEEL 414/2010).
Procure seu analista de relacionamento ou solicite o aumento da sua demanda contratada ao identificar que sua demanda está subcontratada.
7.jpgDemanda Reativa Excedente (kVAR): Valor cobrado devido ao fator de potência estar abaixo de 0,92.
Leia mais:
O excedente reativo é a parcela de consumo ou demanda de potência que é solicitada da rede elétrica e desperdiçada por algum(ns) equipamento(s) da unidade consumidora. Esse excedente reativo está associado ao fator de potência, cujo limite mínimo é 0,92 e implica numa proporcionalidade entre energia/demanda ativa e reativa, ou seja, 92% da energia ou demanda solicitada da rede elétrica deve ser efetivamente utilizada sem que haja desperdícios. Ultrapassados esses limites, os excedentes reativos são cobrados na conta de energia. Portanto é importante, sempre que possível, uma manutenção periódica nos equipamentos elétricos ou substituição daqueles equipamentos causadores de desperdício de energia.
Para evitar esta cobrança, solicite apoio da equipe técnica de sua empresa para avaliar a necessidade de instalação ou de manutenção de Banco de Capacitores para correção do Fator Potência.
8.jpgConsumo Ativo (kWh): É calculado pela multiplicação entre o total do "consumo do período" pelo preço do kWh, o qual inclui, quando é devido, o ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.
Leia mais:
O Consumo Ativo na Ponta e Fora Ponta são exclusivos às unidades consumidoras contratadas nas modalidades tarifárias Horária Verde e Horária Azul (vide item nº 4).
O Consumo Ativo na Ponta consiste no consumo registrado no posto tarifário ponta, o qual se trata do período composto por 3 (três) horas diárias (17h30 às 20h30) consecutivas definidas pela distribuidora considerando a curva de carga de seu sistema elétrico, aprovado pela ANEEL para toda a área de concessão ou permissão, com exceção feita aos sábados, domingos, terça-feira de carnaval, sexta-feira da Paixão, Corpus Christi e feriados nacionais.
O Consumo Ativo Fora Ponta consiste no consumo registrado no posto tarifário fora de ponta, o qual se trata do período composto pelo conjunto das horas diárias consecutivas e complementares àquelas definidas no horário de ponta.
9.jpgConsumo Reativo Excedente (kVARh): Valor cobrado devido ao fator de potência estar abaixo de 0,92.
Leia mais:
O excedente reativo é a parcela de consumo ou demanda de potência que é solicitada da rede elétrica e desperdiçada por algum(ns) equipamento(s) da unidade consumidora. Esse excedente reativo está associado ao fator de potência, cujo limite mínimo é 0,92 e implica numa proporcionalidade entre energia/demanda ativa e reativa, ou seja, 92% da energia ou demanda solicitada da rede elétrica deve ser efetivamente utilizada sem que haja desperdícios. Ultrapassados esses limites, os excedentes reativos são cobrados na conta de energia. Portanto é importante, sempre que possível, uma manutenção periódica nos equipamentos elétricos ou substituição daqueles equipamentos causadores de desperdício de energia.
Para evitar esta cobrança, solicite apoio da equipe técnica de sua empresa para avaliar a necessidade de instalação ou de manutenção de Banco de Capacitores para correção do Fator Potência.
10.jpgTarifas aplicadas: Tarifas de energia aplicadas de acordo com a Resolução ANEEL vigente, sem a incidência dos tributos.
Leia mais:
Bandeiras Tarifárias:
 
A maioria da energia elétrica produzida no Brasil é proveniente de fontes hidrelétricas, e o cenário hidrológico não tem sido favorável para esse tipo de geração desde 2012. Em decorrência do baixo volume de água nos reservatórios, o Operador Nacional do Sistema (ONS) tem acionado cada vez mais as usinas termelétricas, cujo custo de produção é mais elevado. Sendo assim, foi criado pelo Governo brasileiro o sistema de Bandeiras Tarifárias, o qual visa adaptar de maneira dinâmica esses custos extras de curto prazo na geração de energia às tarifas dos consumidores.
 
Desde Janeiro/2015, por meio desse sistema de Bandeiras Tarifárias, o consumidor de energia elétrica recebe sua fatura com valores de tarifa de consumo (kWh) diferenciados de acordo com o preço da geração.
 
Essa medida tem a finalidade, também, de sensibilizar a sociedade e os consumidores sobre sua responsabilidade no uso racional de recursos naturais limitados e nos impactos ambientais e econômicos do uso não eficiente da energia.
 
As tarifas de energia poderão ter aumentos e reduções mensais de acordo com as condições de geração. A sinalização das Bandeiras Tarifárias, as quais serão três, ocorre mensalmente nas faturas de energia e poderão ser verde, amarela ou vermelha.
 
11.jpgTributos: Principais tributos que compõem a fatura de energia.
Fatura Modelo_4006543770-page-002.jpg
12.jpgMedidor: Código do equipamento de medição instalado na unidade consumidora.
13.jpgCiclo de leitura: Período de leitura gerador da fatura do mês de referência.
14.jpgDemonstrativo de consumo: Detalhamento dos registros que compõem o valor faturado        
15.jpgFator de carga: Determina o grau de eficiência da operação da sua unidade consumidora em relação à demanda contratada. É calculado através da divisão do consumo medido pelo máximo consumo que seria possível com a sua demanda contratada. Quanto mais próximo de um (1,0), maior a eficiência.
16.jpgValores contratados: Valor contratado de acordo com o Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica firmado entre a Celpe e sua empresa.
17.jpgData prevista para a próxima leitura: Data prevista em que será feita a nova leitura. Sempre deixe acesso livre ao medidor.